Artigos

17 de Maio: Dia Nacional de Combate à Homotransfobia, por Lucas André e Tom Santos

Ao longo desses 7 anos de governo da Gestão do Prefeito ACM Neto, percebeu-se avanços histórico nas politicas públicas na cidade do Salvador para a comunidade LGBTQIA+,
Destacando a participação efetiva dos movimentos sociais nesta construção iniciando com a reformulação do Observatório LGBT deixando essa ferramenta mais eficiente, tendo um trabalho no carnaval da cidade de observar as violações de direitos da nossa população nessa grande festa. Todos os que trabalham durante a festa nesse observatório são militantes da causa LGBT. Nessa gestão foi criado o Comitê Municipal de Políticas LGBT que integrou diversas lideranças do nosso município, principalmente de bairros periféricos e dentre as atribuições desse comitê estava a realização da Conferência Municipal LGBTQI+ quando foi feito um balanço das Políticas para ser implementadas em nossa cidade, e a criação do Plano Municipal de Políticas LGBT construído através do diálogo com todas as secretarias do município.

Logo no começo da gestão de Neto foi autorizado a criação do
Criação do Centro Municipal de Referência LGBT no bairro do Rio Vermelho, que além de receber denúncia ao longo desses 4 anos, desenvolve um trabalho importantíssimo para nossa comunidade, seja com atendimento psicológico, jurídico, ou social.

A prefeitura também investiu quase que 1 milhão de reais, na execução das paradas LGBT de Bairro, dando-lhes isenção dos tributos municipais, garantindo portanto a realização e reconhecendo o papel importantíssimo desses eventos na busca por igualdade e respeito.
Acreditamos que isso não é o suficiente, mas sem dúvidas essas ações demonstram que essa gestão também luta pela liberdade e igualdade de todos, inclusive da população LGBTQIA+ de Salvador.

Lucas André – Coordenador estadual da juventude Democratas Bahia.

Tom Santos – Coordenador nacional de direitos humanos e diversidade da juventude Democratas