Artigos

ACM: O Amor Pela Bahia Vive!, por Caio César

Antônio Carlos Peixoto de Magalhães, para os baianos, simplesmente ACM, nasceu no dia quatro de setembro de mil novecentos e vinte e sete na cidade de Salvador da Bahia. ACM passou a ser conhecido pela sigla em referência às letras do seu nome durante toda a sua trajetória política, que começou em 1954, quando se elegeu deputado estadual na Bahia pela antiga União Democrática Nacional (UDN). Quatro anos depois, tornou-se deputado federal, sendo reeleito para mais dois mandatos consecutivos, em 1962 e 1966. Em 1967 foi nomeado prefeito da capital baiana, Salvador, quando recebeu o título de “Prefeito do Século”, devido às grandes realizações que conduziram a capital a um elevado grau de desenvolvimento durante seu mandato. Já em 1970, foi indicado pela primeira vez para o governo da Bahia, estado que governou por três vezes, entre 1979 e 1983, quando foi eleito por meio de um colégio eleitoral, e de 1991 a 1994, após ter sido eleito no primeiro turno no pleito de 1990, através das eleições diretas. Em 1994, ACM foi eleito para o Senado Federal, onde presidiu a casa entre 1997 a 2001. Em 2002, conseguiu novo mandato para o Senado, com uma expressiva votação. ACM ainda exerceu o cargo de Presidente da Eletrobrás em 1975 e de Ministro das Comunicações em 1985.

ACM foi um dos maiores políticos baianos do Século XX, um líder natural, que teve na política sua grande vocação. Tornou-se um dos maiores políticos brasileiros e soube conquistar a liderança política na Bahia, por suas características pessoais, de grande político e administrador público, um visionário, sempre à frente do seu tempo, que modernizou a Bahia em todos os aspectos. O político das grandes obras estruturais, também se notabilizou pelos grandes projetos que mudaram a vida da população, como o fundo de combate à pobreza, e a modernização das telecomunicações brasileiras. Até a sua morte, ACM carregou a bandeira da luta incansável pela Bahia, do amor sem limites pelo povo da sua terra, da seriedade no trato com o dinheiro público, do pulso firme no combate à criminalidade, do olhar sempre atento e vigilante aos mais pobres, além de formar os melhores quadros da política.

O legado de ACM ficou para a posteridade, seus ideais ainda inspiram muitos que, assim como ele, amam a Bahia e lutam por esta terra que, hoje, vive tantos momentos difíceis, mas que veem no horizonte a possibilidade de retomar seu protagonismo. Através de uma bendita herança de ACM, seu Neto, que carrega muito mais que o nome e a sigla do avô, há muito vem se apresentando como alternativa de uma Bahia melhor. ACM Neto, além da referência do avô, traz consigo um novo fôlego para a trajetória política do carlismo. Tendo sido deputado federal mais votado pela Bahia por três mandatos consecutivos, hoje exerce o cargo de prefeito de Salvador e, repetindo a história, está transformando a cidade, devolvendo o brilho e elevando o orgulho de todos os soteropolitanos. Neto também herdou do avô o amor pela Bahia, e a força para lutar por esta terra, aos trinta e oito anos, ele tem se destacado como um líder natural, sendo reconhecido como um político de talento e um administrador público arrojado, mesmas virtudes de ACM. Com as características do bom administrador, do político de envergadura nacional, ACM Neto vem sendo considerado peça importante no cenário político brasileiro, eliminando o vácuo deixado pela morte de ACM na política baiana e brasileira. Hoje, Neto já é a esperança real para a Bahia reconquistar o protagonismo perdido nos últimos anos, por isso, vem sendo conclamado pelos baianos, nos quatro cantos do estado, para que seja candidato a governador da Bahia nas próximas eleições. Assim, os baianos esperam que, em 2019, a Bahia tenha novamente em seu posto mais alto, alguém que verdadeiramente assuma o desafio de carregar a bandeira da luta incansável pela nossa terra.

Neste dia quatro de setembro de 2017, se estivesse vivo, ACM completaria 90 anos, é um momento para relembrarmos o seu legado, e fazer com que seus ideais permaneçam vivos em todas as pessoas que querem uma Bahia melhor. Hoje é dia de reconhecer o passado e de olharmos esperançosos para o futuro, tendo a certeza de que é possível mudar a Bahia; e a força para lutar por um novo caminho para nosso estado vem do amor pela Bahia, que vive no coração de todos os baianos!

Caio César é advogado e Vice-Presidente Nacional da Juventude Democratas