Artigos

O Simplismo do Ataque aos Direitos Humanos, por Willian Deyvson Galdino

Diante da cada vez maior falta de bom senso por parte daqueles que usam as redes sociais, venho me abstendo de tecer quaisquer comentários acerca de temas polêmicos.

No entanto, hoje, 18/08, resolvi sair um pouco desta linha e me ater ao recrudescimento por parte de algumas pessoas que motivadas pela onda de insegurança que vivenciamos em nosso país atacam as organizações que promovem a execução da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Pois bem, se os amigos antes de teclarem baboseiras se ativessem a estudar a história mundial, saberiam que os dirigentes das nações que emergiram como potências no período pós-guerra, liderados por Estados Unidos e União Soviética, estabeleceram, na Conferência de Yalta, em 1945, as bases de uma futura paz mundial para evitar guerras, promover a paz e a democracia, e fortalecer os Direitos Humanos.

E por que fortalecer os direitos humanos? Simples, porque aproximadamente 6.000.000 de pessoas foram brutalmente torturadas e assassinadas em campos de extermínio, por terem cometido o “crime” de nascerem judias, ciganas, eslavas, homossexuais. Seis milhões de pessoas, covardemente exterminadas, sem direito a defesa, e que muitas vezes, encontraram na morte o repouso para seu sofrimento.

Então amigos, não confundam a defesa de um esquerdista maconheiro, apelando pela preservação da integridade física de um criminoso, com a defesa de “direitos humanos”. Ao criminoso a aplicação correta da lei, não mais que isso.

E para terminar, não consigo me imaginar votando em um “palhaço” (que me desculpem os profissionais circenses), que para todos os problemas do país aponta a necessidade do uso da truculência e do desenfreado armamentismo. Um Presidente da República deve unir a nação, combater as mazelas econômicas e sociais, e não viver de frases feitas e ideias alucinadas.

Willian Deyvson Galdino é presidente municipal da Juventude Democratas de Lajedo, Pernambuco. Também é advogado e diretor-presidente do instituto de previdência da Prefeitura de Lajedo.